0 comentários fechados

Há mais de 5 mil anos o azeite de oliva é produzido e consumido na região do Mar Mediterrâneo. Essa iguaria proveniente do fruto da oliveira foi chamada de Ouro Liquido pelo escritor grego Homero, que não se enganou ao classificá-la assim. Para obter-se cerca de 250 ml de óleo é preciso aproximadamente 2000 azeitonas, que passam por um processo milenar de prensagem no qual se extrai o sumo do fruto ainda verde.

Como o vinho, as características de cada azeite vêm do tipo de fruta utilizada em sua produção. Os sabores mais intensos, amargos, ácidos e frutados que ele possui dependem da forma como é produzido e de seu terroir, além é claro da fruta propriamente dita. Existem diversas castas de olivas, algumas autóctones de distintas regiões do globo que tornam este produto ainda mais interessante e valoroso. Essas nuances tem transformado o azeite de oliva cada vez mais em um produto importante também fora da rota Mediterrânea.

Azeite

No Brasil já é possível encontrar rótulos de diferentes partes do mundo que apresentam suas características mais marcantes, sendo possível distinguir cada produto através de degustações e fichas técnicas especificas. Além das análises de nível de acidez, prensagem, safra, azeitonas utilizadas, tipos de embalagens e rótulo. Um trabalho que tem ganhado espaço hoje nos grandes centros gastronômicos do país e nos eventos ligados ao setor.

Superando o estigma de condimento para salada, o azeite tem se tornado um artigo enriquecedor de receitas à medida que é utilizado também como ingrediente principal. O respeito ao seu delicado ponto de saturação trouxe qualidade aos pratos que finalizados com um bom extra-virgem têm mostrado ao público que vale a pena investir em um azeite de qualidade na hora de cozinhar.

O azeite de oliva possui diferentes tipos de classificação, regulamentadas pelo Conselho Oleícola Internacional, e que são importantes observar na hora da compra. Azeite de oliva refinado, produzido pela refinação do azeite virgem, apresenta alta acidez e incidência de defeitos a serem eliminados pela refinação. Azeite de oliva virgem, obtido por processos mecânicos, pode ser classificado como sendo do tipo extra, virgem ou comum. O azeite virgem apresenta acidez máxima de 2%. Azeite extra-virgem, não pode passar de 0,8% de acidez e nem apresentar defeitos.

Somente a Espanha é responsável pela produção de cerca de 60% do azeite produzido na União Européia, o que a coloca como o maior produtor mundial de azeite de oliva, com safras anuais que superam 1 milhão de toneladas. A alta qualidade do azeite de oliva espanhol faz também com que a Espanha seja a maior exportadora mundial do produto. Suas marcas estão presentes em todos os continentes, seja nas residências, em lojas e até mesmo nas criações gastronômicas de conceituados chefs, principalmente no Brasil. “A Espanha é responsável pela produção de mais de 260 variedades de azeitonas, o que torna possível produzir excelentes azeites monovarietais de picual, hojiblanca, cornicabra e arbequina, entre outras ou fazer blends que combinem as propriedades de cada variedade”, explica Gustavo Vieira Capuano, especialista em azeites.

Além de suas características palatáveis, o azeite ainda é um forte aliado da alimentação saudável. Estudos mostram que o consumo diário de duas colheres de sopa do óleo (cerca de 25 ml) são capazes de reduzir os níveis de LDL (colesterol ruim) e aumentar as taxas de antioxidantes no sangue. Essas propriedades transformam o azeite de oliva em um dos mais importantes aliados no combate às doenças do coração, envelhecimento das células e o aparecimento de alguns tipos de câncer.

Azeite

Degustação às Cegas e Palestra

No próximo dia 15 de dezembro acontece em Brasília uma degustação às cegas com Azeite de Oliva Espanhol. Quem conduz a cata será o especialista em azeites Gustavo Vieira Capuano, atual diretor comercial da importadora D’olivino, que hoje importa mais de 90 variedades de azeites extra-virgem Premium. Capuano foi um dos palestrantes da 14ª edição da EXPOLIVA em Jaén (Espanha) e vai apresentar ao público as diferenciações e qualidades do azeite de oliva espanhol, sua propriedades, aplicações na culinária e seus benefícios para a saúde. Os participantes do evento irão receber material didático com livro e apostila, incluindo a publicação Os 10 Segredos Revelados do Azeite de Oliva Espanhol, com descrição de várias castas de olivas, historia do azeite, fotos e receitas. Após a palestra acontece a degustação guiada por Capuano, que será às cegas com 3 diferentes produtos da Azeite de Oliva Espanhol.

O evento é uma realização da Azeite de Oliva Espanhol e Síbaris Produções Gastronômicas, em parceria com a Gastrô Comunicação e a ABS-Brasília. O encontro será no auditório do Shopping Pátio Brasil, às 20h, com a presença de chefs, empresários do setor, formadores de opinião e gourmets do distrito federal.

Data: 15 de dezembro

Horário: 20h

Local: Auditório do Shopping Pátio Brasil – SCS Quadra 7, bloco A, piso T2

Informações: (61) 8107-0810 ou contato@gastrocomunicacao.com

Data de publicação: 09/12/2009

 

Insira seu email no campo abaixo para receber nossas dicas e notícias

Insira seu email no campo abaixo para
receber nossas dicas e notícias