0 comentários fechados

Para seu novo empreendimento o chef aposta no smørrebrød, famoso sanduíche aberto dinamarquês

O chef Simon Lau acaba de abrir no Jardim Botânico de Brasília o seu novo empreendimento: o Simon Lau Smørrebrød. Durante o dia, aos sábados e domingos, a cozinha do restaurante Aquavit transforma-se em uma venda de smørrebrød, sanduíche aberto típico dinamarquês. O nome significa pão com manteiga e a pronúncia em português é “smorbrot”. O restaurante é o único no Brasil a se especializar nessa preparação. “Vi no Smørrebrød a oportunidade de oferecer o mesmo padrão de qualidade do Aquavit, mas de uma forma bem mais descolada”, explica Simon.

Os diferentes tipos de smørrebrød mesclam ingredientes nórdicos e brasileiros, seguindo a assinatura clássica da cozinha de Simon. A proposta é atender os clientes de forma mais casual, tanto para um almoço leve, brunch ou um piquenique no jardim, perfeito para passar momentos tranquilos em um oásis de natureza em plena Capital Federal. “Acreditamos que o Simon Lau Smørrebrød será um grande atrativo gastronômico para o público do JBB”, afirma o Diretor Executivo do Jardim Botânico de Brasília, Jeanitto Gentilini.

Todos os pães são preparados artesanalmente com uso de fermentação natural. Tudo se inicia com uma fatia de pão preto de centeio e sementes ou uma de pão branco de farinha de trigo”00″. Depois, uma boa camada de manteiga e, a partir daí, as deliciosas preparações formam e decoram cada prato. É possível provar desde o clássico gravad lax, camarão aquavit, salmão defumado a frio e o boeuf tartar com guariroba do cerrado, até o pirarucu, que também passa pelo defumador a frio do próprio chef e é servido com uma cremosa maionese temperada com tucupi e salpicada de jambu.

O restaurante está distante apenas 15 minutos do centro da cidade, localizado dentro do Jardim Botânico de Brasília, na beira de um lago rodeado por milhares de espécies de plantas. Com capacidade para 50 pessoas, a casa tem, segundo as próprias palavras do Simon Lau “um charme irresistível, poesia pura sendo rústica, como um fazenda em Goiás e ao mesmo tempo elegante em seu modernismo”.

Uma visita ao Simon Lau Smorrebroed revela um lado mais raiz, mais singelo da cozinha do chef, que com seu novo empreendimento não abre mão do conhecido rigor com a qualidade e sofisticação. Cada tipo de smorrebrod tem algo de especial para o chef, mas o de boeuf tartar é o seu preferido. “Um bom smorrebroed tem que ser apreciado primeiro com os olhos e esse de bouef tartar é lindo”, conta o dinamarquês. A combinação da carne com a guariroba (palmito amargo típico do cerrado) é única. O tartar é feito de filet mignon e servido no pão preto com manteiga, além da guariroba e da gema de ovo orgânico. Decorado com caviar e alcaparras, é finalizado com flor de sal e pimenta do reino. “Uma explosão de sabores”, diz Simon.

Outra aposta do dinamarquês é o smørrebrød de Peixe à Milanesa. “Este é um clássico, campeão de vendas em todo restaurante de smørrebrød em Copenhague”, conta. O peixe é frito na hora e servido no pão preto com molho remoulade da casa, feito de maionese caseira, picles artesanal, limão siciliano e dill. “O meu lado mais infantil adora esse prato. É bem suculento com o peixe fresco e com aquela casquinha crocante feita de panko”, complementa.

O smørrebrød de batata também é bastante tradicional na Dinamarca. A casa de Simon em Brasília oferece a sua versão com pão preto, manteiga, alface, batatas inglesas cozidas, maionese de tucupi, cebola frita crocante, casca de batata frita e flores de jambu. Esta é uma das opções vegetarianas do cardápio.

O smørrebrød de Gravad Lax é o mais conhecido e famoso no mundo. Feito com salmão marinado no açúcar mascavo, sal, erva doce, anis estrelado, kümmel, pimenta do reino e bastante dill por 48 horas, é servido no pão branco com molho de mostarda e dill. “A palavra gravad lax é sueca e significa salmão enterrado. Era um processo muito utilizado antigamente para conservar o peixe”, explica Simon. Já o smørrebrød de salmão defumado é servido com pão branco, ouef royal e dill, com o peixe defumado a frio pelo próprio chef. Os preços dos smørrebrød variam de R$15 a R$30.

A casa conta também com deliciosas sobremesas, como o mousse de chocolate servido no potinho, preparado com chocolate Amma 85%, açúcar de baunilha do cerrado, creme de leite e ovos caipiras. A torta de pão preto é a grande aposta do chef, servida com morangos e chantilly, sendo que a fruta pode variar de acordo com a estação. À tarde, o cheiro de canela e cardamomo vem das rosquinhas que são assadas a todo momento, ótimas para acompanhar um café especial cuidadosamente coado (Hario V 60) de grãos da Fazenda Jatobá, de Patrocínio- MG, da marca Sollo.

O Simon Lau Smørrebrød está oferecendo um cardápio com opções que estão sendo acrescidas aos poucos, de acordo com a criatividade do chef. A casa funciona aos sábados e domingos de 12h às 17h no Jardim Botânico de Brasília (JBB). Para chegar, entre na subida da QI 23. A entrada principal do parque encontra-se depois do segundo balão, primeira entrada à direita. Lá dentro, siga a sinalização até Casa de Chá. O JBB cobra R$2 de entrada por pessoa. Mais informações pelo número (61) 3366-4686 ou pelo site www.simonlau.com.br

smorrebrod

SAIBA MAIS SOBRE O SMØRREBRØD

O prato remonta a época dos vikings na Dinamarca, e junto com a batata, no início da revolução industrial, o pão preto com gordura de porco vira a base da alimentação da nova classe operária. Logo ganhou popularidade e passou a ser apreciado por todas as classes sociais. Sua primeira versão foi bem simples, mas logo a receita ganhou opções mais elaboradas pelas mãos de grandes chefs. Nos anos 20 a Dinamarca ficou famosa pelo smørrebrød, que virou uma especialidade do país e chamado de Prato Nacional. “Acredito que é onde a Dinamarca se expressa mais gastronomicamente”, conta Simon. Antigamente, e ainda hoje, as pessoas levavam para o trabalho o seu smørrebrød para o almoço. Existem também lojas e restaurantes de smørrebrød, simples ou sofisticados, onde uma refeição clássica compõe-se de uma seleção escolhida por cada cliente, conforme a fome e as preferências.

SIMON LAU SMØRREBRØD

Local: Jardim Botânico de Brasília, Lago Sul

Endereço: SMDB – Área Especial – Brasília, DF 71

Telefone: (61) 3366-4686

Horário de funcionamento: Sábado e domingo de 12h às 17h

Site: www.simonlau.com.br

Data de publicação: 22/09/2015

 

Insira seu email no campo abaixo para receber nossas dicas e notícias

Insira seu email no campo abaixo para
receber nossas dicas e notícias