0 comentários fechados

Toro abre suas portas, na capital federal, e oferece o que há de melhor da tradição gastronômica do Rio Grande do Sul, Argentina e Uruguai

A capital federal ganha, no dia 27 de janeiro, mais uma casa gastronômica, o Toro (104 sul). O restaurante, especializado em parrilla, é a realização de um sonho do restauranter Fábio Gregol, natural de Porto Alegre, e que não esconde sua paixão por empreendimentos deste estilo, especialmente, pelos que fazem referência à sua região. O Toro oferece o que há de melhor na culinária do Rio Grande do Sul, Argentina e Uruguai.

Fábio, que é formado em administração hoteleira com especialização em alimentos e bebidas, carrega um histórico familiar de peso: entre empreendimentos de seu avô e de seu pai, conta com mais de 75 anos de história na área de gastronomia. Sucesso na cena gastronômica.

Toro oferece cortes de excelência, pratos que homenageiam um pouco de cada colonizador que chegou à região dos Pampas, no Rio Grande do Sul. Alguns já são conhecidos na cidade, como o Galeto do Sogro, criado em homenagem à família da mulher de Fábio, proprietária da Galeteria Gaúcha. A delícia conta com o tempero especial da receita da família e ganha um toque especial preparada na parrilla.

No comando das caçarolas está o chef Alexandro Panta, braço direito de Fábio há 13 anos, que promete agradar vários paladares.O restaurante além de servir ancho, chorizo, picanha, asado de tira, vacio (fraldinha), costela larga também oferece uma bela carne de sol com mandioca, prestigiando a tradição nordestina brasileira.

O cardápio é composto por saladas, entradas, pratos exclusivos,  carnes, peixes, risotos, massas e sobremesas.O destaque vai para as receitas de criação própria como o Lombinho Porto Alegre, lombo de porco marinado, selado na parrilla e envolto em crosta de parmesão (300g R$51 – 600g R$71); a TilápiaCandanga, filés de tilápia frescas, produzidas aqui no Distrito Federal, grelhadas na parrilla(900g R$37) e o Anita Garibaldi,tortelli recheado com abóbora e queijo gorgonzola (R$42).

São oferecidas, também, cerca de 15 opções de acompanhamentos, entre elas quatro tipos diferentes de arroz e as famosas Papas Toro(P R$13 – M R$16 – G R$21). As homenagens a esta região tão querida do país não param por aí, o Toro também traz a autêntica Maionese de batatas(P R$10 – M R$16 – G R$27) e uma deliciosa EnsaladaRadicchio com bacon, folhas de radicchio com cubinhos de bacon e cebola caramelizada (M R$17,50 e G R$23,50).

Os comensais poderão saborear, ainda, o Chivito, uma iguaria uruguaia, o naco de carne de churrasco servida no pão fechado, como sanduíche (R$21). Segundo Gregol, o sanduíche em questão faz parte de sua memória gustativa, assim como o Lombinho com queijo(300g R$51 – 600g R$71)que não poderiam ficar fora do cardápio.

Os pequenos também têm vez na casa, o restaurante oferece um cardápio exclusivo com versões reduzidas e preços especiais dos pratos carro-chefe, além de um espaço exclusivo para recreação. Com capacidade para até 250 clientes, a casa oferece um ambiente charmoso, assinado pelas arquitetas Monica Pinto e Isabel Veiga, que optaram por usar tijolinhos, cimento e madeira numa ambientação descrita como rústica chique. O Toro abre tanto no almoço como jantar e, em breve, contará com um espaço exclusivo voltado para reuniões e eventos privados no andar superior.

Bife Ancho Jean Copetti

Restaurante Toro

Endereço: CLS 104 Bloco C loja 29 – Asa Sul

Horário de funcionamento: segunda a quinta-feira das 12h às 15h e das 19h a 0h, sexta-feira e sábado das 12h às 16h e 19h a 0h e domingo das 12h às 17h

Por: Suênia Dantas
Destak Comunicação

Data de publicação: 29/01/2014

 

Insira seu email no campo abaixo para receber nossas dicas e notícias

Insira seu email no campo abaixo para
receber nossas dicas e notícias