0 comentários fechados

Chef Mônica Rangel lidera encontro em Brasília com Ministério do Turismo para criação do Grupo de Turismo Gastronômico, iniciativa inédita no país.

Pela primeira vez, o Brasil terá um movimento institucional exclusivo de valorização da gastronomia nacional. O fato aconteceu nesta terça-feira (03/04/12), em Brasília, na primeira reunião oficial entre o Ministério do Turismo e representantes da recém-instituída ‘Associação Brasil à Mesa’, liderada pela chef Mônica Rangel. Estiveram presentes Ricardo Moesch (diretor do Departamento de Estruturação, Articulação e Ordenamento Turísticos – MTur), Rosiane Rockenback (coordenadora geral de Serviços Turísticos – Cadastur), Wilken Souto, (coordenação geral de Segmentação – MTur) e André Vilaron (assessor da presidência da Embratur).

Este é o primeiro passo para um estreitamento de laços entre o governo federal e uma entidade representativa de profissionais do mercado brasileiro que trabalham exclusivamente com a valorização da gastronomia regional do Brasil. Esta parceria se dará por meio da criação do Grupo de Turismo Gastronômico (GTG), com integrantes das esferas pública (como Mtur, Embratur e Sebrae) e privada (Associação Brasil à Mesa), que terá como objetivo preservar, desenvolver e promover em diversos âmbitos a cultura culinária brasileira e seus atores. “Hoje conseguimos uma grande vitória em prol da gastronomia do Brasil”, comenta Mônica Rangel muito animada. Durante a reunião, ficou definido que o lançamento oficial do GTG será durante o próximo ‘Festival Gastronômico de Visconde de Mauá’, nos dias 18, 19 e 20 de maio, com a participação de diversos chefs ligados à nova associação.

A ‘Brasil à Mesa’ está em processo final de criação, e será constituída por um conselho executivo, um fiscal e um deliberativo, que serão os interlocutores com o Grupo de Turismo Gastronômico. Além disso, cerca de 20 chefs de 12 estados brasileiros foram convidados a participar da constituição inicial da associação, que prevê ainda receber o apoio de mais profissionais do setor.

A intenção é que a associação se reúna periodicamente para pensar estratégias e ações que valorizem os insumos brasileiros, preservem nossa cultura culinária, incentivem a pesquisa e ainda auxiliem no desenvolvimento de pequenos produtores e dos profissionais do setor. Visando também um enriquecimento da promoção da gastronomia brasileira tanto no país quanto no exterior.

Os nomes que já fazem parte da ‘Brasil à Mesa’ são: Alice Mesquita, chef executiva (DF); Ana Bueno, Banana da Terra (RJ); Ariani Malouf, Mahalo (MT); Bel Coelho, Dui (SP); Carla Pernambuco, Carlota (SP); Carlos Ribeiro, Na Cozinha (SP); César Santos, Oficina do Sabor (PE); Dalton Rangel, Emiglia (SP); Daniela Martins, Lá em Casa (PA); Flávia Quaresma, consultora (RJ); Heiko Grabolle, consultor (RS); Juarez Campos, Oriundi (ES); Marcia Pinchemel, chef executiva (GO); Mônica Rangel, Gosto com Gosto (RJ); Roberta Sudbrack, homônimo (RJ); Rodrigo Oliveira, Mocotó (SP); Tereza Paim, Terreiro Bahia (BA); Teresa Corção, O Navegador (RJ); Thiago Castanho, Remanso do Peixe (PA); Thomaz Troigros, CT Brasserie (RJ); Wanderson Medeiros, Picuí, (AL e SE).

Brasil a mesa

Toda esta movimentação começou no ano passado, quando Mônica Rangel deu início ao seu protesto referente à Portaria 100 do Ministério do Turismo. O documento – de julho de 2011 – instituiu o ‘Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem’ (SBClass), estabelecendo critérios de classificação destes, criando o ‘Conselho Técnico Nacional de Classificação de Meios de Hospedagem’ (CTClass) e outras providências para o setor. Dentro destas definições, Mônica começou um questionamento acerca da importância de se valorizar os restaurantes de cozinha regional nos hotéis, já que nos critérios de avaliação, para receber cinco ou quatro estrelas é exigido um restaurante de cozinha internacional no estabelecimento. A inquietação da chef culminou em um contato direto com o presidente da Embratur, Flávio Dino, e também com o diretor do Departamento de Estruturação, Articulação e Ordenamento Turísticos do MTur, Ricardo Moesch. Após alguns encontros, em janeiro deste ano, as instituições federais convidaram a chef para colaborar diretamente na promoção, preservação e desenvolvimento da gastronomia brasileira, por meio do Grupo de Turismo Gastronômico.

www.facebook.com/brasilamesa
www.twitter.com/brasil_a_mesa
brasilamesa@gastrocomunicacao.com

 

Fonte: Gastrô Comunicação

Data de publicação: 05/04/2012

 

Insira seu email no campo abaixo para receber nossas dicas e notícias

Insira seu email no campo abaixo para
receber nossas dicas e notícias