0 comentários fechados

 

Fabricantes de chocolates artesanais intensificam as produções de ovos, bombons e trufas exclusivas e garantem lucro de até 100%

Enquanto uns se esbaldam com chocolate na Páscoa, outros fazem dele uma importante matéria-prima para ganhar dinheiro. Em tempos de crise, então, a época mais doce do ano é sinônimo de muito trabalho para o chocolateiro artesanal.

Nessa contagem regressiva à data festiva, que esse ano é comemorada mais cedo, as massas de cacau mais uma vez abrem espaço para ovos, coelhos, bombons, trufas e cenourinhas de chocolate. Fazendo frente às grandes marcas industriais, tanto nacionais como internacionais, os chocolates artesanais ganham cada vez mais força.

De acordo com a chef Silvia Nicolau, que há quase três décadas trabalha na área, mesmo com o impacto da crise econômica, com retração em todos os setores, é preciso ter criatividade e ir em busca de oportunidades. “Se no ano passado a média de tamanho dos ovos era de 400 gramas, vamos mirar na criação de ovos menores, para que o cliente não deixe de consumir o seu produto”.

Ovos de 250 gramas e de colher são, definitivamente, a bola da vez! Preparados totalmente à mão, o grande diferencial é que são produtos frescos e do jeitinho que o consumidor idealiza. Sem falar que ela também traz vantagens ao bolso do consumidor. “Ganha o pequeno produtor, com aumento na sua renda, e o consumidor, com mais opções, seja no formato, tamanho, recheio ou decoração”, assegura a profissional.

E por falar em formatos, a indústria de formas para a moldagem de ovos também vem dando uma mãozinha. Segundo o gestor comercial da marca BWB, Anderson Stracanholi, para adaptar às necessidades de mercado, foi preciso focar em uma linha de produtos que agregasse cascas com 250 gramas e com diferentes texturas, como matelassê, pluma, gotas, gouge, ondas e coração.

O resultado é uma Páscoa com ovos mais coloridos, com designers personalizados e quase exclusivos e ainda com uma variedade incrível de recheios. No entanto, para os iniciantes, a dica da professora Silvia Nicolau é começar com os mais simples: brigadeiros, trufas, ganaches saborizadas. “Sem esquecer que guloseimas à base de frutas frescas diminuem consideralmente o prazo de validade e, consequentemente, o seu lucro”.

O Brasil ainda é o terceiro maior produtor e quarto maior consumidor de chocolate do mundo, como aponta o último balanço da Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (ABICAB), com um consumo anual médio de 2,2 kg por habitante. Produzir ovos de Páscoa pode gerar ganhos extras e até transformar o que para muitos era hobby em um negócio paralelo e bastante lucrativo. Para Silvia, com criatividade, conhecimento e muito trabalho, você pode obter até mais que 100% de lucro na venda. “Quanto maior a personalização, maior a margem de lucro e, quando o assunto é a fidelização do cliente, nada como utilizar ingredientes de qualidade, assim como cuidar para deixar os ovos exatamente de acordo com o gosto do cliente”, certifica. Estamos diante de um mercado repleto de oportunidades, que ainda está longe de perder o fôlego.

ovo de pascoa de colher

Para dar asas à sua produção, a chef Silvia Nicolau te ensina a fazer um delicioso e diferenciado ovo de colher.

Confira a receita: http://www.receitaperfeita.com.br/receita-de-ovo-de-pascoa-de-colher.html

Por: Mirian Ruiz
miriantruiz@gmail.com.br

Data de publicação: 10/03/2016

 

Insira seu email no campo abaixo para receber nossas dicas e notícias

Insira seu email no campo abaixo para
receber nossas dicas e notícias