A utilização de suplementos é um assunto muito polêmico. Todos têm uma opinião sobre eles. Infelizmente a mídia, por vezes, confunde a cabeça das pessoas com informações inverídicas. Primeiramente, suplementação não é igual ao uso de anabolizantes. Isso é fato, mas a utilização desses produtos não é consenso nem para os nutricionistas.

Os suplementos podem ser divididos basicamente em dois tipos:

1.       Pró-desempenho: substâncias que alegam melhoras no desempenho como: aumento na força, resistência ou concentração. Por exemplo: creatina, óxido nítrico, glutamina e vitamina E.

2.       Substitutos de refeições: são composições com nutrientes e calorias capazes de substituir uma ou mais refeições do dia. Por exemplo: hipercalórico, albumina, whey protein, proteína de soja e maltodextrina.

A utilização destes produtos depende da rotina do indivíduo e seus objetivos. Muitos profissionais da saúde afirmam que pessoas normais e saudáveis conseguem obter na dieta todos os nutrientes. Apesar de ser verdade, isso demanda uma dedicação muito grande na preparação das refeições. Por isso o sucesso dos suplementos do tipo 2: a praticidade. Além disso, é mais fácil consumir uma refeição com o perfil nutricional desejado utilizando um suplemento do que na alimentação. Por exemplo: um hipercalórico pode substituir um prato de macarrão com frango. Mas a vantagem do primeiro é que isolar a gordura não é problema. Já na preparação de um macarrão sem gordura, o sabor e apresentação visual do prato ficam pouco atraentes.

Os suplementos pró-performance são mais utilizados por pessoas com interesse de acelerar os resultados obtidos com o treino. O consumo deste tipo deve ser criterioso, pois os excessos podem ser muito danosos. O ideal é consumir com o acompanhamento de um nutricionista. Isso pode parecer lugar comum, mas só um bom profissional consegue encontrar o equilíbrio no consumo e assim promover não só o bem-estar como a saúde.

Utilize o comentário para sugerir assuntos para nossa pauta.

 

Max Xavier - Health Coach               
CRN-1: 4416/P                  
CREF-DF 0062-T/DF
(61) 3442-8331 - Agendamento
(61) 8115-1486
SEP Sul 710/910 
Ed. Centro Clínico Via Brasil 
Torre A/B Sala 331
Tiago Luiz Morais de Assis
Estágiario
3º ano de Nutrição na UnB
 
Data de publicação: 12/09/2008

 

7 Comentários para Nutrição: a polêmica na utilização de suplementos

  1. Rodrigo Piva disse:

    O uso de suplementos muitas vezes é feito sem a menor necessidade e sem o menor conhecimento por parte de quem os consome. Parabéns.
    Abraços

  2. Muito bom este artigo.

    De uma olhade em meu blog. Abraços

  3. Vale ressaltar que os suplementos têm muitas vitaminas que muitas vezes podem estar carentes em nossas dietas.
    A confusão entre suplementos e anabolizantes é completamente tola, apesar de existir, no Brasil, o receio de alguns médicos quanto a fiscalização dos suplementos por parte da ANVISA. Pode existir uma diferença entre o que há no rótulo e o que realmente é colocado no suplemento.
    O Jogador do Juventude, Alex Alves, em 2007, foi punido por estar jogando usando doping (sibutramina). Ficou comprovado que a substância acusada existia em seus suplementos alimentares (nacionais), mas não estava descrita no rótulo desses produtos.
    Quando escolho um suplemento, procuro produtos importados, pois, eu confio mais na vigilância dos EUA e dos países europeus do que na ANVISA.

    • Lay disse:

      tenho dificuldades pra engordar mas pretendo ganhar 3kg o quanto antes, outro problema eh que nao tenho um apetite muito favor

    • Lay disse:

      tenho dificuldades pra engordar mas pretendo ganhar 3kg o quanto antes, outro problema eh que nao tenho um apetite muito favor

  4. Filipe disse:

    é isso ai capotão!!!
    (gabriel)

  5. Thiago disse:

    Sabe déiz..
    É meter anabolizante que funciona!!
    To no uso contínuo.
    abraço

Insira seu email no campo abaixo para receber nossas dicas e notícias

Insira seu email no campo abaixo para
receber nossas dicas e notícias