0 comentários fechados

As guloseimas típicas são sempre uma das mais esperadas atrações das Festas Juninas. Mas que tal aprender a variar, seja agregando novo ingrediente ou na apresentação à mesa?

Os meses de junho e julho são sempre muito animados, porque acontecem os festejos típicos, tradicionalmente celebrados em diversas cidades de nosso país. Apesar de cada estado ter a sua maneira peculiar de comemorar, a data é considerada uma das mais festivas e alegres do calendário de eventos nacional. De norte a sul do Brasil, apesar das especificidades, estão representados pela gastronomia da época, com um cardápio farto à base de milho -, até porque, a festa tem origem rural e está muito associada à colheita.

Milho verde, pipoca, pamonha, curau, canjica, pé de moleque, amendoim, arroz-doce, pinhão, paçoca, maçã do amor, doces de leite, de banana, de abóbora, de batata-doce, de goiabada, bolos de milho, fubá, tapioca… São muitas as delícias que fazem parte da culinária típica das festas juninas, agradando ao paladar dos consumidores e engordando o caixa dos ‘quituteiros’.

Vendas já aquecidas. É o que revela a Associação Paulista de Supermercados (Apas). Durante as festividades juninas desse ano, a comercialização de produtos especializados deve crescer de 20 a 30%. Na preferência dos “caipiras”, o milho lidera as vendas como o produto mais comercializado nesta temporada.

No entanto, a riqueza à mesa ultrapassa as barreiras dos doces feitos com o cereal. A aposta em novidades pode ser o diferencial e todo o sortimento para deixar a festa ainda mais animada. Nesse caldeirão, muitos profissionais da gastronomia têm apostado na adição de mais um delicioso ingrediente: o chocolate.

Sendo assim, de acordo com o gerente comercial da BWB Embalagens, Anderson Stracanholi, vários itens de seu portfólio, feitos para a moldagem de chocolate, foram elaborados para atender à demanda desse período. “Mas até aquelas formas que não são do trivial da festa junina, têm ganhado uma versão característica”, revela. É o caso do cupcake, feito com casca de chocolate, recheado com bolo de fubá e com cobertura de trufas de curau ou pamonha, por exemplo. Na decoração, não pode faltar pitadas de canela e um chapéu country, preparado com chocolate e recheado com doces do momento. Sem contar que, a partir dessa proposta, as guloseimas de sua mesa tornam-se totalmente comestíveis. “A ideia é a de comermos tanto o copinho e a colher, de chocolate, como o doce típico”, explica Anderson.

Para brincar e brindar a data, sem abrir mão das delícias comuns a essa época do ano, mas sempre com um novo tempero, a culinarista Silvia Branconaro ensina como preparar uma das principais iguarias da festa. Confira:

foto final coneReceita de Cone de Chocolate com Pipoca Doce

 

 

foto final copinhoReceita de Copinhos de Chocolate com Doce de Batata Doce Cremoso

 

 

foto final cup curauReceita de Cupcake Musse de Curau

 

 

foto final panelinhaReceita de Panelinha de Chocolate com Doce de Abóbora

 

 

foto final milho

Receita de Trufa Cremosa de Milho Verde

 

foto final xícara

Receita de xícara de chocolate com arroz-doce cremoso

 

 

Por: Mirian Ruiz
Jornalista – Mtb 25.793
11 9796-8993

Data de publicação: 29/06/2012

 

Insira seu email no campo abaixo para receber nossas dicas e notícias

Insira seu email no campo abaixo para
receber nossas dicas e notícias